18 de fevereiro de 2014

Movimento de Humanização do Nascimento e Parto: 50 tons de... 'o ativismo pegou você'

  

por Cariny Cielo

Você percebe que o ativismo tomou conta de você quando...
  1. Quer digitar a palavra ‘parte’, mas digita automaticamente a palavra ‘parto’, reiteradas vezes
  2. Círculo de fogo não é um filme em cartaz nos cinemas e sim um momento do expulsivo
  3. Ric não é Ric Martin, aquele cantor latino, e sim um famoso escritor e obstetra gaúcho
  4. AC não é 'Antes de Cristo', e sim Ana Cris, famosa obstetriz paulistana
  5. O nome Melania te lembra imediatamente de ‘indicações reais e fictícias de cesárea
  6. Você não está na Revolução Francesa, mas vive gritando “Maíra Libertad
  7. Polido tem o arroz e tem a Carla
  8. DPP, DUM, TP, PD, IU, AU, LM, LD viram siglas cotidianas e você passar a ter um glossário próprio pra conversar nas redes sociais
  9. Líquido nunca é um estado físico da água, é sempre o amniótico
  10. Bolsa é a que envolve o bebê, raramente você se lembra que usa uma a tira colo
  11. Frotinha não é o apelidoso carinho do Alexandre Frota e sim um fictício (ou não) obstetra cesarista
  12. Falar e escrever ‘menas’ não é mais um errinho de gramática
  13. Você fala em períneo mais do que qualquer outro ser humano na face da Terra
  14. GAMA não é um clube de futebol, e sim o Grupo de Apoio à Maternidade Ativa
  15. Os obstetras têm medo de conversar contigo
  16. Escreve rehuna com ‘h’ mesmo quando quer escrever a conjugação do verbo reunir
  17. Gravidez prolongada é só quando passa das 42 semanas
  18. As pessoas não te contam que escolheram fazer cesárea
  19. O Michel famoso é o Odent, e não o Teló, e você o cita como se ele fosse seu chegado
  20. Você vai ao cinema várias vezes para assistir ao mesmo documentário, e chora em todas elas
  21. Você compra o DVD do filme O Renascimento do Parto só pra emprestar pros outros
  22. Coroar não te lembra monarquia e sim uma fase do expulsivo
  23. Tampão não te lembra absorvente interno, e sim aquele mucoso, que sela o colo do útero.
  24. Você diz pra todo mundo que o parto nasce ‘entre as orelhas
  25. Você não é soldado, mas vive marchando
  26. Você tem licença pra escrever coisas como ‘doula a quem doer
  27. Você cria neologismos como partolândia, maridoulo, doulamiga, mamaço...
  28. Quando grávida... mente sobre a data provável do parto, jogando umas duas semanas a mais. Não gasta com enxoval e sim com livros e equipe de assistência ao parto. Exige que o pai do bebê saiba tanto de parto quanto você. Faz 1/5 dos exames de ultrassom que o médico pede
  29. Na hora de parir... você toma até tapa na cara, mas não toma sorinho na veia. Cortam teu pescoço, mas não cortam tua vagina. Amarram tua boca, mas não amarram tuas pernas.
  30. Você ajuda mulheres que nunca viu na vida e talvez nunca veja, mas sente como se fossem irmãs
  31. Machismo, misoginia, patriarcado passam a ser termos correntes que ganham um significado negativo muito profundo
  32. Você ri por dentro quando alguém diz ‘minha cesárea foi humanizada, teve luz apagada e tocou CD da Enya’
  33. Você chora por dentro quando alguém diz que ‘minha cesárea foi por sofrimento fetal. O bebê nasceu com apgar 10-10’
  34. Desconfia de grupos, blogs, sites e afins que chamam as mulheres de mãezinhas, gravidinhas e demais 'inhas'
  35. Faz alguém se arrepender amargamente de ter constrangido uma mulher amamentando convocando um mamaço que sempre sai nos jornais em todo Brasil
  36. Nunca foi muito boa em planejar, mas virou perita em plano de parto
  37. Você tem amigas que são a biblioteca cochrane ambulante
  38. Você sabe mais sobre os protocolos de atendimento ao neonato do que o seu pediatra
  39. Alojamento conjunto não tem nada a ver com militares dormindo todos juntos
  40. Colo tem dois: o do útero e o que a mãe dá ao bebê, sem ressalvas
  41. Você pode ser urbana, mas visita direto uma Vila
  42. Você explica que violência obstétrica existe pra pessoas que achavam que violência contra a mulher era só 'esposa apanhar de marido'
  43. Você ficou fã de uma cientista depois que ela virou mãe
  44. Pra você, parto bom é o parto livre, é o parto ativo, é o Parto do Princípio
  45. Mexer com Jorge Kuhn é mexer com você
  46. Sonha em fazer terapia com Laura UpligerEleanor LuzesEvania ReichertLaura Gutman... 
  47. Você se empodera para o próprio parto e este empoderamento reverbera em outras áreas da sua vida
  48. Pra você, a Gisele Leal tem mais ibope que a Bündchen
  49. Bola de pilates não é pra fazer pilates, é pra relaxar a pelve durante o trabalho de parto e banqueta não é pra sentar, é pra parir 
  50. Você é chamada constantemente de radical, mas sempre tem uma amiga mais radical que você... e isto é ótimo



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...