21 de agosto de 2017

Relato de parto da Sandra: terceiro parto normal hospitalar em Ji-Paraná


Trazer ao blog o SEGUNDO relato de parto é motivo para comemoração em dobro não é? A Sandra já pariu e nos emocionou com uma história leve e divertida. Desta vez, grávida do terceiro filho, ficamos todos acompanhando no grupo Parto Em Rondônia e na torcida por um desfecho igualmente feliz! E esse dia chegou...







Sou a Sandra, de Ji-Paraná - RO, agora mãe de 3 meninos.
Três histórias diferentes para contar.
Três partos absolutamente diferentes um do outro, no mesmo hospital.

Primeiro parto, traumático, violento, anormal.
Segundo parto, normal com menos intervenções.
Terceiro parto, um parto a jato, lindo, natural e é desse que quero falar!

Leonardo estava previsto para dia 10-11-13/08 segundo as ultrassonografias, mas isso não me deixava tão ansiosa quanto ao atendimento que me esperava no hospital daqui. Dia 15 de agosto acordei com contrações doloridas de madrugada mas não dei crédito pra elas. Às 10 horas, comecei a fazer almoço porque tinha um compromisso às 11 horas e precisava deixar tudo pronto. Mas, nesse momento entendi que as contrações eram sinal do Leo querendo vir.

Contei para as amigas de um grupo de mães no whats só pra deixar todas ansiosas junto comigo kkkkkkk. Terminei o almoço e fui preparar minha mala que levaria para o hospital (sim, enrolei a gravidez toda)... terminada a mala, já estava me exercitando esperando o trabalho de parto engrenar.

Passei a tarde tranquila, sentindo que as contrações aumentavam, mas não quis alarmar ninguém porque estava na casa da minha mãe e ela é um pouco desesperada e não ajuda muito. kkkkkkkkk

Enfim, decidi ir pro hospital às 18:35, e já fui sabendo que estava próximo. O hospital não aceitava acompanhante homem e uma tia ia me acompanhar. Tudo certo, fui com meu esposo que me deixaria e aguardaria notícias do lado de fora.

Demos entrada às 18:45, médico naturalista me atendeu, fez toque (por incrível que pareça não senti dor) disse que eu podia ir pro pré parto, enquanto meu marido faria minha internação. Fui. Contração atrás de contração e nada da minha tia chegar.

Às 19:34, com uma contração muito forte e uma força involuntária, a bolsa rompeu, coloquei a mão e senti o círculo de fogo. Gritei pro meu esposo que ia nascer e pedi pra chamarem a enfermeira. Ela chegou, agachou na minha frente e pacientemente me guiou, me ajudando a respirar, me amparando.

Meu esposo me manteve de cócoras e ajudou aparar o bebê que foi muito parceiro e juntos conseguimos realizar mais um sonho. Papai cortou o cordão (cordão esse que tinha um nó verdadeiro e que fizemos questão de registrar).

Foi lindo, foi uma experiência de renascimento, tanto pra mim quanto pro pai que pôde participar de tudo. E a minha tia que ia me acompanhar, chegou no exato momento do nascimento mas não quis "atrapalhar".

Leonardo Gael nasceu com 3,590kg e 52cm de PARTO NATURAL HOSPITALAR




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...