26 de setembro de 2012

Maternidade Ativa: A bicicleta de menino...


por Cariny Cielo

Eu não poderia deixar para escrever sobre o que me ocorreu hoje e perder essa minha versão 'saguenozóios' que tô aqui...

Vou começar dizendo que é tudo culpa de uma bicicleta! Sim, meu filho mais velho pede uma bicicleta nova desde abril. A dele, aro 12, já ficou pequena e rendeu deliciosos 3 anos!

Fui numa cidade vizinha onde montam bicicletas de todo jeito, ao gosto do freguês. Logo na entrada vejo várias infantis e de vários tamanhos.

Segundo o macho alfa especialista em bikes daqui de casa, a bicicleta adequada ao rebento é uma aro 16 e então fomos atrás de modelos deste tamanho.

O filhote queria uma com cesto na frente e garupa, igual a do filho de uma amiga minha que foi comprada no Paraguai, azul e branca, com desenhos de bombeiro.

Eu sabia que não acharia igual, mas queria encontrar uma com garupinha (para, quiçá, carregar os irmãos) e com cesto (para, quiçá, ajudar a manter alguns brinquedinhos reunidos).

Não achei nem um, nem outro! Ou melhor, achei! Todas nas cores rosa ou lilás... e o resumo do post de hoje é:

NÃO EXISTE BICICLETA 'DE MENINO' COM CESTO E GARUPA!!!!'

Exatamente! Meninos não devem carregar coisas ou pessoas... afinal, homens devem ser gregários, no melhor estilo 'sem lenço e sem documento'! Mulheres sim, devem carregar coisas e pessoas. Homens, não, de jeito nenhum!

Fiquei horrorizada com essa chatisse do mundo dividido em duas partes, a rosa e a azul. A agressiva e arrojada e a delicada e sensível! Não tem meio termo!

Não tem bicicleta azul com cesto para um menino que simplesmente gosta ou quer carregar coisas ou bicicleta rosa estilo 'montainbike' para uma garota que goste de velocidade.

Se for menina, tem que adorar rosa ou liás, carregar coisinhas e andar flutuando por aí. Se for menino, tem que querer azul ou preta e sair dando rabeada com o pneu traseiro...


Seu filho deverá escolher um lado e 'ser encaixado' nele! Digo 'ser encaixado' porque embora haja, sem dúvida, alguns padrões de comportamentos femininos e masculinos, tenho observado que muito vem das sugestões que recebemos e não da essência do indivíduo.
Outra coisa que percebo é que isso é recente! Ninguém vê fotos antigas dos nossos pais, na infância, com utensílios tão milimetricamente divididos entre o mundo encantando do rosa ou o mundo agressivo do azul.
Até a moda está assim agora. Com grifes exclusivas para meninos e outras para meninas. Mochila para meninas e para meninos. Fantasia para meninas e para meninos. Copo de plástico para menina e para meninos. Lembrancinha nos aniversários para meninos e para meninas. Comida (sim, tem salgadinho para os dois sexos, quando eu achar, fotografo e posto aqui!) para meninos e para meninas. Aff... que chato! Se você não é rosa, tem que ser azul!

Estou eu aqui com um menino que quer uma bicicleta com cesto, só isso, e... não tem! O espanto do vendedor me fez compreender que meu pedido era praticamente absurdo. Aliás, vendo um catálogo eu achei uma modelo masculino e com cesto, o que ele me disse? "Ah, quando a gente monta, a gente tira o cesto porque é bicicleta masculina". Ó CÉUS...

Aí todo mundo na oficina e na loja começou a rir do me pedido... nesta altura até o macho alfa resolveu virar machão e soltar um "ah, eu se fosse menino tirava o cesto também". Ferrou pro meu lado... e pro lado do meu menino que queria tanto uma bicicleta para carregar coisas ou pessoas!

Aí me veio a fúria que tenho guardada (tão bom soltar aqui!) sempre que passo pela seção de brinquedos do supermercado e vejo pias, tábua de passar ferro, geladeira, fogão, todos rosa... com ilustração de meninas... definitivamente, o grosso da indústria de brinquedos não evoluiu! E de bicicletas também!

Eu não quero ter que dizer pro meu menino que só bicicletas de menina têm cestos e garupa! Ou que ele tem que escolher com o quê brincar baseando-se no fato de ser menino...

Que saudade do tempo em que minha Barbie ficava presa no Quartel General dos Comandos em Ação do meu irmão. De quando eu vestia ele de mulher e o fazia desfilar comigo. De quando eu fui fantasiada de Charles Chaplin em um evento da escola... E da minha bicicleta, de menino e com garupa...



Imagens: Google e Veja São Paulo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...