19 de junho de 2012

A menor "Marcha do Parto em Casa" do país foi no Estado onde pior se nasce...

A experiência de participar, em Cacoal-Rondônia, de uma mobilização nacional foi muito boa. É óbvio que sentimos que estamos falando um outro idioma, mas estou certa de que sementes estão sendo plantadas neste solo rondoniense. Tivemos 22 pessoas; algumas que foram por ouvirem minha convocação na rádio comunitária, o que muito me alegrou. Fizemos paradas em dois semáforos, na avenida principal da cidade. Levamos 6 cartazes, 50 adesivos com a logo do evento e 300 panfletos explicativos foram entregues.

Em Porto Velho, nossa capital, o movimento contou com a participação de apenas 3 engajadas mulheres, entre elas Elis Freitas. Número bastante sugestivo para este Estado que é o campeão nacional em nascimentos por cirurgia. Pelo jeito, a menor marcha foi na capital onde pior se nasce!

Muito ainda temos que avançar na melhoria do atendimento à mulher. As mulheres são violentadas e desrespeitadas em um momento único da vida (maternidade) e sequer se dão conta disso! Enxergo que, por aqui, somos as maiores coniventes com tudo isso...

MUITÍSSIMO obrigada aos amigos próximos que 'vestiram' a camisa comigo! Mayara e seu irmão e cunhada. Eneas, Jair e a namorada, Washington Sobrinho, Jaqueline e Uillian.

Muito obrigada aos amigos de longe que me dão a oportunidade de servir e valorizam tanto minhas iniciativas!

Muito obrigada ao médico que, há 5 anos, me fez uma cesariana e, a partir disto, me fez conhecer o ruim para poder lutar pelo bom, através da mulher que hoje habita em mim...

As fotos estão no Comfestas!!! No link abaixo
http://www.comfestas.com.br/galeria_view.php?gft=2945














Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...